Você está lendo

...

Pesquise no site

Como dito anteriormente, o Night & Day (Night Edition) – terceiro disco de estúdio do The Vamps, possui uma versão colecionável disponível apenas para o Reino Unido, com faixas bônus produzidas por cada integrante.

Veja abaixo o que Connor, James e Tristan tem a dizer sobre elas:

The Vamps – Tristan & Come Grind With Me

 

“Ela aconteceu a partir de uma viagem a Alemanha e havia esse estúdio incrível de gravação em nosso hotel. Nós ficamos lá pela noite e foi uma loucura, não sei como nós trabalhamos… nós bagunçamos muito. Tivemos essa ideia que Brad trouxe, eu fui para o microfone por um momento e comecei a fazer rap. Não sei porquê, mas nós mantivemos aquela gravação; era apenas eu tentando ser Sean Paul. Foi divertido de fazer, eu realmente gostei daquela faixa. Nós produzimos e escrevemos, foi divertido fazer e foi uma ótima viagem. Todas as vezes que estamos naquele hotel, sempre vamos aquele estúdio e sempre lembro daquela sessão.”

The Vamps – Connor Middle Of The Night (Rock Version)

“A versão de rock de Middle Of The Night é uma faixa presente na minha versão do álbum, no qual eu produzi – obviamente nós escrevemos como uma banda, mas eu mudei um pouco para um novo arranjo (mais rock, com mais guitarra). Eu produzi no estúdio da minha casa em Birmingham e por sorte tive um featuring com uma garota chamada Saint, ela é muito amável.

Ela costumava fazer parte de uma das minhas bandas favoritas, o que é incrível para mim, pois consigo ter alguém que me inspirou para agora estar em uma de minhas músicas, e ela tem uma voz incrível. Eu apenas enviei a música e ela gravou em um estúdio suas partes, eu as coloquei e foi isso. Soa legal por que em partes disso [da canção] é como uma resposta entre mim e ela, o que é bacana. Espero que os fãs gostem, por que soa diferente e estou muito orgulhoso da produção também.”

The Vamps – James & Higher

“Higher é uma das duas músicas no meu álbum pessoal, minha versão do Night & Day. É muito legal tê-la lançada, por que na verdade foi escrita há quatro ou cinco anos atrás. A música é sobre o término de um relacionamento e a mensagem geral é expressar que foi muito difícil na época tomar a decisão de ir em outra direção, e você sabe, foi muito difícil passar por isso…então é muito bacana finalmente ter essa faixa lançada para o mundo, por que para mim pessoalmente como um músico, e alguém que compõe, foi uma que realmente gostei de fazer anos atrás.

Brad, muito doce, ofereceu-se para gravar e produzir para mim – não sou muito bom em fazer a parte técnica das músicas. Então durante os ensaios para nossa arena tour, Brad e eu ficávamos até uma da manhã para grava-la e nós literalmente tocamos em uma noite e ele produziu. Provavelmente a faixa mais pessoal que eu já escrevi em minha vida musical. Eu realmente estou feliz que vocês podem ouvi-la agora.”

Deixe seu comentário