AgendaPróximos eventos

02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul
04.08.17
Categorias: The Vamps

Universal Music é acusada de pirataria por uso indevido de logo The Vamps

Por The Vamps Brasil Compartilhe já em:

A Universal Music Group está sendo processada pelo HypeForType, no qual acusam a gravadora de usar cópias ‘piratas’ de suas fontes para o logo do The Vamps.

 

A fonte é bastante usada para artwork, material de promoção e merchandising da banda britânica, e o criador está pedindo um mínimo de $1.25 milhões de dólares em danos.

Pirataria vem de todas as formas e tamanhos. Enquanto gravadoras se veem regularmente como vítimas, eles podem as vezes ultrapassar a linha também.

De acordo com o HypeForType, no qual realiza o design, cria, e licencia várias fontes, é exatamente o que a Universal Music Group fez.

O font maker deixou um documento acusando-os de usar a ‘Namani Rounded’ e ‘Ebisu Bold’ sem permissão.

A acusação foca no uso indevido das fontes no logo e merchandise do grupo The Vamps. De acordo com a reclamação, prestada queixa na corte federal de Nova Iorque, a Universal falhou em obter uma licença própria, o que leva ao uso sem permissão.

 

“Com base em informações e convicções, o Recorrente usou e/ou fez com que outros usassem cópias não autorizadas do Software de Fontes na criação dos produtos The Vamps para venda, incluindo, entre outros, roupas, acessórios, DVDs e CDs”, disse.

HypeForType declara que tal ato causou a empresa danos significativos, no qual buscam uma recuperação.

“Atualmente, o montante desses danos, ganhos, lucros e vantagens não pode ser totalmente determinado pelo Demandante, mas acredita-se que não seja inferior a US $ 1.251.235, juntamente com juros pré-preconceitos e custos e taxas razoáveis ou Danos Estatutários nos termos da Lei de Direitos Autorais, o que for maior”.

Além dos danos, o HypeForType também solicita uma injunção que impede a Universal e, portanto, The Vamps, de usar as fontes sem uma licença adequada. Eles também querem que todos os materiais existentes, incluindo mercadorias, sejam destruídos.

Embora pareça improvável que o The Vamps deixe de usar seu logotipo existente, uma compensação substancial pode ser justificada, se a violação de direitos autorais for realizada em tribunal.