AgendaPróximos eventos

17/09 São Paulo – Brasil
20/09 Buenos Aires – Argentina
23/09 Auckland – Nova Zelândia
26/09 Brisbane – Austrália
27/09 Sydney – Austrália
30/09 Melbourne – Austrália
03/10 Perth – Austrália
10/10 Tóquio – Japão
11/10 Tóquio – Japão
13/10 Osaka – Japão
15/10 Taipei – Taiwan
02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul
02.12.16
Categorias: Destaques; The Vamps

#TheVampsOurStory Vida na estrada, histórias loucas parte II

Por Paula Sales Compartilhe já em:

Oi Vamily, a continuação de #TheVampsOurStory Vida na estrada, histórias loucas parte II está aqui. Mergulhe nas histórias de voos perdidos, ressaca e explosivos na mala. Este é o último post da série, se ficou curioso você pode comprar o livro na Amazon!

Tristan: Nada é mil maravilhas quando se está viajando. Eu quase perdi um voo para LA procurando meu telefone, passaporte e cartões de crédito que ficaram num camarim enquanto nos apresentávamos. Eu tive que ir a embaixada britânica para pegar um passaporte de emergência mas eu deixei embaixo da caixa de pizza no ônibus de turnê e o motorista jogou no lixo por engano. Joe e eu tivemos que vasculhar todas as latas de lixo mas Joe encontrou, graças a Deus. Eu consegui voltar para o UK mas nós tínhamos que voar para a Suécia dias depois e eu não conseguiria com meu passaporte temporário.”

Brad: Nós íamos abrir o show de uma banda chamada The Fooo Conspiracy, que são muito conhecidos na Suécia. Não achávamos que Tristan seria capaz de ir então nós falamos com nosso baterista reserva, Ryan, que voou de um feriado com sua esposa apenas para substituí-lo. No final Tristan conseguiu seu passaporte e pegou um voo no dia do show, então nos sentimos péssimos por Ryan. Tristan subiu no palco usando uma máscara de esqueleto e sentou atrás de seu kit de bateria. Já que nós dissemos a platéia que ele não viria, ele tiraria sua máscara e faria uma grande revelação após algumas músicas, mas eu esqueci totalmente disso.”

Tristan: “A platéia apenas viu um estranho tocando bateria com uma máscara de esqueleto. Eu estava esperando para tirá-la e surpreender a todos mas Bradley nunca o fez. No fim eu desisti e tirei a máscara porquê estava suando muito. Eu esperei algum tipo de reação mas ninguém gritou. Literalmente, ninguém. Nunca me senti tão flop em minha vida.”

Con: Brad e eu quase perdemos nosso voo para Bahrain há um tempo atrás, mas foram por razões diferentes. Saímos com o All Time Low e a The Tide para ‘alguns drinques’ na noite anterior e, por mais engraçado que pareça, não saiu como planejado. Nós entramos às 5 da manhã e tínhamos que estar no aeroporto às 6. Brad e eu estávamos morando juntos em um apartamento em Londres e nosso empresário Joe teve que invadir para nos acordar. Eu fui dormir vestido e quando acordei não tinha ideia do que estava acontecendo. Nunca me senti tão ruim na vida. Dormi no voo mas quando acordei estava me sentindo péssimo.”

Brad: Foi horrível. Nós tínhamos que pegar Tristan quarenta e cinco minutos antes do horário que acordamos. Eu estava totalmente nu e fui ao quarto de Connor e ele estava com a cabeça baixa, desmaiado na cama então eu bati realmente forte em sua bunda. Nós começamos a correr tentando fazer dez coisas de uma vez, foi um pesadelo. Con e eu quase perdemos um voo para a Itália após uma saída também, a equipe não se chocou. Coitado do Fin, teve que ficar para trás no aeroporto e esperar por nós, ele ainda não nos perdoou. Eu sempre estou atrasado após uma saideira, na verdade estou atrasado sempre.

Uma vez nós estávamos malhando em Dubai e eu acabei indo para a cama às 6 da manhã porquê havia um clube noturno e karaokê no hotel. Nós estávamos com Rita Ora, Young Jeezy, Trey Songz e – aqui vai o pior – era bebida gratuita. O problema com bebida gratuita é que você nunca sabe o quanto está tomando porquê não tens que ir no bar e fisicamente dar dinheiro. Eu coloquei meu alarme para despertar (juro que coloquei) mas acordei com Fin olhando para mim muito bravo. Foi o momento mais assustador da minha vida. Eu estava uma hora atrasado para encontrar todos e tinha que pegar um voo, então foi a última chamada. Eu estava tão ruim que a aeromoça perguntou se eu estava bem para voar. Você sabe que está péssimo quando isso acontece. Eu passei o tempo todo achando que iria vomitar.”

James: Isso me lembra uma vez que Tristan estava doente e ele estava sentado ao meu lado no voo, vomitando o tempo todo. Foi um voo horrível e eu podia sentir o cheiro do vômito. Ele só tem enxaquecas uma vez ao ano, mas quando isso acontece o desarma facilmente. Eu só perdi um voo, mas não foi por sair (TVBR: é claro que não, James santinho haha). Nós tínhamos que fazer shows de natal nos Estados Unidos em 2015 então viajaríamos no meio de Dezembro. Fizemos um show em Liverpool e dirigimos até Manchester e ficamos num hotel então poderíamos chegar cedo para o voo da manhã seguinte. Eu sempre sou o primeiro a chegar no avião porquê gosto de ser pontual. Assim que fui embarcar os funcionários estavam selecionando pessoas para serem revistadas. Eles pegaram minha bolsa e pediram que eu aguardasse ao lado. Um cara voltou dez minutos depois dizendo que encontraram evidências de explosivos em minha mochila.

Nós tínhamos pirotecnia de palco do show anterior e eu ainda possuía resíduos em minha mão. Quando saí do palco coloquei as coisas na mala e transferiu para ela. O segurança passou uma hora tirando tudo e olhando item por item. Provavelmente a maioria das minhas coisas tinham material de explosivo e não era permitido no voo. Nós tínhamos que nos apresentar em Baltimore então os outros caras voaram para Nova Yorque e ficaram no ônibus de turnê, mas Joe e eu tivemos uma grande jornada de 24 horas para a Flórida.”