AgendaPróximos eventos

02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul
28.08.16
Categorias: Entrevista; The Vamps

The Vamps fala sobre sua passagem pela Índia para o Gulf News

Por Paula Sales Compartilhe já em:

Nessa semana, o quarteto fez sua primeira viagem para a Índia e o jornal indiano Gulf News falou com os meninos e eles contaram um pouco sobre como foi a chegada deles. Logo de cara, Brad, James, Tristan e Connor revelaram que foi surpreendente ver fãs fazendo fila esperando para conhecê-los. “Tínhamos visto alguns tweets de nossos fãs indianos, mas realmente não fazíamos ideia disso. Foi uma surpresa quando desembarcamos, porque havia um monte de fãs no aeroporto. Esperamos fazer uma turnê pela Índia no próximo ano.” – disse Brad.

No último dia 25, a banda, que está na Índia para uma viagem de 8 dias, fez um pequeno show com Vishal Dadlani e com Shekhar Ravjiani no Hard Rock Cafe em Mumbai. Após a parceria em “Beliya”, quando perguntado se havia outra colaboração acontecendo, já que o indiano Ajay Devgn deu a entender a possibilidade de um trabalho com a banda, James disse: “Talvez. Estamos planejando fazer algo juntos.”

Com o lançamento de “Beliya”, o grupo revelou estar feliz por poder explorar novos territórios. “Somos muito sortudos por termos feito duas turnês mundiais. Essa colaboração (“Beliya”) é uma oportunidade real para nós, porque é algo que nos permite visitar novos territórios como a Índia. Sempre podemos voltar para fazermos mais shows. Somos gratos por essa relação.” – contou Tristan. “Não sabíamos muito sobre a cultura de Bollywood até virmos para cá (Índia). É algo que estamos muito interessados e que estamos aprendendo a respeito.” – adicionou Brad. “Tem sido uma boa experiência. Foi legal colocar dois idiomas juntos.” – acrescentou Connor.

Vishal Dadlani disse que a popularidade da The Vamps é semelhante à da One Direction no início de sua carreira. “O tipo de amor que tenho visto por esses caras provavelmente é o de imaginar que aconteceu com a One Direction quando eles decolaram ou com outras boybands como Boyzone ou como Take That. Além disso, esses caras são uma verdadeira banda. Eles não apenas sobem no palco e simplesmente tocam músicas. Há legitimidade na música deles.”

Além de Dadlani, Shekhar Ravjiani disse que trabalhar com o quarteto foi uma experiência de aprendizagem. “Foi divertido trabalhar com eles. Pudemos trocar ideias, aprendemos muito uns com os outros. Não sei como a música foi feita, pois ficávamos comendo e jogando sinuca o tempo todo.”