AgendaPróximos eventos

02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul

Durante sua estadia na Índia, o quarteto concedeu uma entrevista para o quadro Musically Yours do site Bollywood Hungama. Os meninos se apresentaram e logo em seguida começaram a falar sobre “Beliya”, seu recente trabalho com Vishal-Shekhar, e sobre o que ainda pretendem fazer durante sua passagem pelo país.

Confira o vídeo completo e, abaixo, a tradução:

 

 

Connor: “Olá, sou o Connor. Toco baixo na The Vamps e sou da Escócia. “Beliya” é uma música que gravamos em Londres com Vishal-Shekhar e levou um dia para escrevê-la.”

James: “Sou o James. Toco guitarra na banda e um fato sobre mim é que costumava, tipo, colar do meu amigo em matemática, porque era uma porcaria em matemática. Foi ótimo gravar com Vishal-Shekhar, estou tentando pensar sobre isso… Foi muito legal, porque cantamos todos juntos como um grupo cantando em hindi. É legal que esse meio de composição original fez a música final.”

Tristan: “Olá, meu nome é Tristan. Toco bateria na The Vamps. Eu e James amamos (jogar) cricket. Esse é um bom fato e precisamos jogar isso enquanto estamos aqui na Índia.”

James: “Por favor.”

Tristan: “Por favor.”

Brad: “Olá, sou o Brad. Canto e toco guitarra na The Vamps. Um fato… gosto muito, muito de curry, então estou animado para experimentar algumas especiarias indianas e, de novo, foi muito divertido gravar com Vishal-Shekhar. Eles me colocaram para cantar alguns versos em hindi, o que foi muito, muito legal, é uma língua muito bonita, então foi muito divertido. Bom… eles são, tipo, duas das pessoas mais talentosas que já conhecemos, muito e incrivelmente bons compositores, então… mas é muito diferente de qualquer processo de composição que já fizemos, obviamente por causa da influência indiana e das diferentes influências da perspectiva musical indiana.”

James: “Foi legal meio que ouvir… quando começamos foi literalmente, tipo, o normal como sempre… o piano, a guitarra, a bateria e o baixo e depois foi ótimo ver o que eles fizeram. Quando eventualmente ouvimos o resultado final, eles acabaram adicionando algumas coisas e alguns instrumentos interessantes, então foi muito legal ver a transformação.”

Brad: “Há um ponto que… Shekhar tinha um aplicativo no celular que tinha bastante influência indiana e de instrumentos e ele pegou o celular e meio que ficou tipo…”

James: “E então ele fez a faixa.”

Brad: “E então ele fez, aquilo foi tão legal. Eles realmente têm sido muito complementares, os fãs estavam muito animados para ver a colaboração acontecendo. Eles realmente gostaram da música e isso meio que nos uniu especialmente aos fãs que falam hindi, tipo, é muito legal ir nos comentários do YouTube e ver como eles ficaram felizes por nos verem cantando em hindi. Isso nos faz querer fazer mais disso, porque estamos nos abrindo para todo um novo grupo de pessoas que nunca experimentamos, então é muito empolgante.”

Tristan: “Definitivamente queremos visitar os arredores, definitivamente queremos nos envolver musicalmente com os filmes de Bollywood também. Estamos muito interessados e tudo isso é bem novo para nós, porque tínhamos ouvido falar e não tínhamos experimentado, mas estamos muito, muito animados.”

Connor: “Eles têm sido muito legais. Eles nos deram boas-vindas com presentes e com comidas indianas, então sim… muito bom.”

James: “Sim, tinha muitos flashes de câmeras. Tentei filmar enquanto estávamos andando, mas tinha muitos flashes de câmeras… mas achei muito legal que todo mundo, não apenas fãs ou garotas, mas que todo mundo no aeroporto estava dizendo “olá” para a gente, então foi muito legal. Na verdade, quando fomos para o hotel na noite passada estávamos com um colar de flores que colocaram na gente que era tipo para abençoar… bem legal, foi incrível.”

Brad: “Havia uma fã no aeroporto… perguntei se elas… havia um grupo… se elas curtiram “Beliya”, se elas gostaram da música e elas estavam tipo “sim” e uma delas tirou um cartaz da mochila: “Brad, seu hindi é melhor que o meu.” Definitivamente não é.”

James: “I have seen you and you have seen me…”

Brad: “And you have seen me the way we truly are… jesa may hu vesi hai tu the way we truly are… jesa may hu vesi hai tu…”

James: “O que isso quer dizer?”

Brad: “Tipo, o mesmo que “eu vi você e você me viu” de um jeito verdadeiro. É muito legal, é um verso de Vishal. Ele é brilhante.”