AgendaPróximos eventos

17/09 São Paulo – Brasil
20/09 Buenos Aires – Argentina
23/09 Auckland – Nova Zelândia
26/09 Brisbane – Austrália
27/09 Sydney – Austrália
30/09 Melbourne – Austrália
03/10 Perth – Austrália
10/10 Tóquio – Japão
11/10 Tóquio – Japão
13/10 Osaka – Japão
15/10 Taipei – Taiwan
02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul
26.05.16
Categorias: Entrevista; The Vamps

The Vamps concede entrevista ao Depois Dos Quinze

Por Paula Sales Compartilhe já em:

Conhecer garotos ingleses lindos, famosos, talentosos. Bater um papo com eles, dar risada, tirar fotos… Da série: e ainda chamam isso de trabalho! O The Vamps passou pelo Brasil na última semana e, olha que demais, nós fomos até eles aqui em São Paulo para uma entrevista! Nem precisa dizer que foi incrível, né? Pena que um dos integrantes do quarteto britânico, o Connor, não estava se sentindo bem e ficou descansando no hotel. 🙁 Mas isso não fez com que o encontro fosse menos divertido. Brad, James e Tristan são demais! No fim da conversa, eles ainda resolveram dar uma espiada no Instagram da Bru – e até gravaram um vídeo pra ela! Você viu? É de morrer, né? <3 Vamos pra entrevista?

Oi, gente! Como vocês estão? É muito legal conhecer vocês!
Tristan:
Estamos bem, obrigado!
James: Peraí, rapidinho. (mexendo no celular) Desculpa, estou tentando comprar um apartamento! (risos)

Opa! Em Londres?
James:
Sim! Minha conta de e-mail me bloqueou, então eu tenho que falar daqui do Brasil com o cara da imobiliária via mensagens de texto pelo meu pai… Está sendo uma loucura! É um flat na parte oeste de Londres!

Eu morei lá um tempo, na mesma região! Aliás, já vi um show de vocês – em 2014, quando estava em Londres… Foi em um festival de Natal de uma rádio. Eu amei o show!
James:
 Sim! Eu lembro desse show! Legal!
Brad:
 Que legal! Obrigado pelo elogio!

Bom, antes de começar… Queria pedir desculpas por esse tempo frio…
James:
(risos) Ah, mas até que está sol lá fora!

Mas não era para vocês encontrarem um tempo gelado assim no Brasil! Haha. Bom, tenho certeza de que vocês já ouviram que os brasileiros são os fãs mais apaixonados do mundo e tal… Mas o que eu quero saber é: qual é a melhor parte e a parte “não tão boa” de fazer shows para um público muito doido?
Brad:
Bom, é claro que a gente sempre espera que o público seja o mais louco possível, né? O problema é quando isso se torna perigoso! (risos) Porque já rolou de precisarmos chegar ao ponto de parar o show e pedir pro pessoal não ficar se empurrando. Aí é ruim, porque você quer que todos aproveitem o momento, mas não ao ponto de se machucarem, sabe? Mas, no geral, uma galera que grita e fica doida costuma ser uma coisa muito boa!

Sobre ‘Wake Up’, o último álbum de vocês. Se tivessem que escolher uma música desse CD para dedicar aos fãs brasileiros, qual faixa vocês escolheriam?
James: Eu diria “Written Off”, porque é sobre estar numa festa, se divertindo muito! E eu acho que combina porque os fãs brasileiros são do tipo que fazem qualquer festa ficar mais divertida, sabe?!

Qual é a melhor parte de fazer uma turnê pelo mundo?
Brad: Acho que provavelmente qualquer um de nós diria a mesma coisa, que a melhor parte é poder ver o mundo. Ainda mais com a idade que temos. Ok, bastante gente tira um ano “de folga” para viajar, mas essas pessoas costumam escolher apenas um pedaço do planeta pra conhecer. Sério: não tem muitos lugares do mundo pelos quais a gente ainda não tenha passado. Lugares que, antes, a gente nunca imaginou que conheceria. E aí viajamos, conhecemos um monte de gente que gosta da nossa música…
James: …Eu concordo! Com certeza. Lugares como o Brasil, que, por exemplo, muitas pessoas que estudaram comigo nunca terão a chance de visitar. Não vão faltar muitos locais do mundo para a gente conhecer, então é algo que vai render muitas memórias para quando formos mais velhos!

Boa! Vamos falar desta viagem especificamente. Pensem em tudo o que já rolou até agora. Se ela fosse uma música, como se chamaria?
Tristan:
“Beautiful”!
James: “Cruise”!
Brad: Calma, uma música nossa ou de outra pessoa? Pode inventar?
Tristan: Isso! Acho que “Cruise“, do Florida Georgia Line! (canta)
(os três começam a cantar)

Se cada um de vocês pudesse escolher qualquer pessoa do mundo pra tocar com o The Vamps aqui no Brasil, quem seria?
James e Tristan: (ao mesmo tempo) Taylor Swift.
Brad: Dave Grohl!

Bom, vamos brincar de fingir que vocês não são mais músicos. Agora, são blogueiros ou youtubers. Sobre o que vocês escreveriam nos blogs ou gravariam em seus canais?
James:
Se não fosse sobre a banda, não sei sobre o que a gente falaria! Talvez sobre skate?
Brad: Boa… Skate.
James: Tristan, você falaria sobre produção musical?
Tristan: Modaaa! Hehe.
James: Bom, eu faria algo que tivesse a ver com debates políticos. Quer dizer, não políticos, mas sobre assuntos aleatórios…
Brad: É, nada muito focado em política! Acho que seria um canal de YouTube informativo!

Ok! Agora imaginem que vocês estão há um mês sem internet. Aí alguém dá um celular com 3G pra vocês. O que fariam primeiro?
James: Eu checaria meus e-mails!
Brad: Eu provavelmente ligaria para minha mãe… Ela estaria preocupada comigo!

Ué, mas você poderia ter ligado, só estava sem internet!
James: Seu burro! (risos)
Brad: Ah, então eu também provavelmente checaria meus e-mails. E daria uma olhadinha no Instagram!
Tristan: Eu iria falar com os meus pais, mesmo. Dizer que está tudo bem!

Meninos, vocês já pensaram em escrever histórias ou algo do gênero? Tipo um livro? Se sim, escreveriam sobre o quê?
(Brad e Tristan apontam para James)
James: Eu estou escrevendo um!

Mentira! Que legal, não sabia disso! Conta mais.
James:
Pois é! Bom, estou na metade, mas está demorando demais! (risos) É uma ficção, uma coisa meio aventura científica, meio “Jogos Vorazes”! Ok, sem mais spoilers! Haha.

Mas escrever é algo que você faz há bastante tempo?
James: Eu gostava muito de literatura na escola! E acho que teria estudado Letras na faculdade. Gosto bastante!