AgendaPróximos eventos

17/09 São Paulo – Brasil
20/09 Buenos Aires – Argentina
23/09 Auckland – Nova Zelândia
26/09 Brisbane – Austrália
27/09 Sydney – Austrália
30/09 Melbourne – Austrália
03/10 Perth – Austrália
10/10 Tóquio – Japão
11/10 Tóquio – Japão
13/10 Osaka – Japão
15/10 Taipei – Taiwan
02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul
10.04.14
Categorias: Connor; Entrevista

Pressparty entrevista Connor Ball

Por Paula Sales Compartilhe já em:

Connor deu uma entrevista para a Pressparty na tarde de hoje (9) e falou sobre as fãs dedicadas, o single ‘Last Night’ e o fato de não poder investir em um namoro agora por conta da carreira.  Ele deu a entender que fazer parte de uma banda como The Vamps é a oportunidade perfeita para conhecer alguém, mas é muito difícil pela falta de tempo, então, no momento, todos eles estão solteiros.

A Pressparty postará a segunda metade da entrevista com o baixista amanhã (10) e você poderá conferir ela traduzida aqui no site.

Acompanhe a entrevista abaixo:

É muito difícil manter os relacionamentos pessoais enquanto você está mergulhando de cabeça em uma carreira coletiva com The Vamps? Você consideraria namorar uma fã, ou podemos descartar essa possibilidade?

Nenhum de nós está em um relacionamento, nós tivemos que parar de tentar. Nunca estamos em casa, não conseguimos segurar isso, então acabamos deixando de lado. No futuro talvez tentaremos de novo… Eu acho que namoraria uma fã! Namorar alguém que gosta da sua música parece legal. Brad sempre ganha mais atenção, porque ele é tão fofo, sabe?

Vocês acabaram de fazer uma tour, em que abriam shows para a boyband The Wanted. Como foram os dias e, os meninos deram alguma dica sobre como ter uma carreira de sucesso?

Foi incrível, foi muito legal estar na turnê de despedida deles e tocar em grandes lugares toda noite. Foi muito bom. Um pouco assustador, mas legal. Nós não saímos muito com eles, a gente se reuniu por alguns minutos quando Nate e Max estavam lá, e nos divertimos, foi legal. Nós conversamos algumas vezes e eles falavam para continuarmos sendo nós mesmos….

No começo da semana, você disse aos fãs que o novo single da banda, Last Night, estava a 12.000 cópias de atingir o número 1, e hoje foi confirmado como número 2. Como você celebraria um single ou álbum número 1?

Nós estamos muito felizes pelo single ter atingido o 2º lugar. Os fãs tem sido incríveis. Nós somos muito sortudos. Nós ainda não planejamos nada, os meninos disseram que querem uma tatuagem, mas não tenho certeza se isso vai acontecer. Nós faríamos uma festa, provavelmente, com todas as famílias. Nós estamos impulsionando isso (Last Night) para vermos até onde conseguimos ir. Mas estamos muito felizes com o resultado no momento.

Vocês tem uma base de fãs extremamente dedicadas e apaixonadas. Você teve algum encontro emocionante com elas recentemente?

Nós fizemos nosso próprio show no Shepherd’s Bush e tinha gente lá desde as seis da manhã, foi louco… acampando lá. Foi tão legal. Nós ganhamos alguns bolos e doces, camisetas, o que foi muito incrível. Nossa van foi atacada algumas vezes e nós tivemos que ligar para a polícia e eles tiveram que nos tirar de lá.

No fim do verão, vocês vão abrir shows para o cantor Austin Mahone. Você está animado para isso?

Sim, de Julho até Agosto. É a nossa primeira tour americana. Vai ser tão legal. Os locais onde vamos nos apresentar parecem incríveis, então não podemos esperar. Nós vamos estar um pouco longe de casa. Eu não posso esperar, nós todos estamos muito animados com isso.