Você está lendo

...

Pesquise no site

A estrela James McVey falou sobre sua batalha com a indústria musical – admitindo que seu amor pela música atraiu bullies.

O jovem de 22 anos se uniu com o movimento UN Women para falar sobre a HeForShe Arts Week – tratando de igualdade de gênero.

CAMPANHA HEFORSHE, LONDRES – 08/03

James-McVey-860728.jpgJames-McVey-860731.jpgJames-McVey-860728.jpgJames-McVey-860731.jpg
Com aproximadamente 40 eventos acontecendo na capital nos próximos sete dias, o programa espera fazer um impacto significante debatendo estereótipos de gênero e sexismo.

Inaugurando o primeiro dia, em Londres, James disse:

“Quando eu tinha aproximadamente 15 anos eu perdi muitos amigos já que foram para a escola de gramática e eu não. Eu não conhecia ninguém na escola em que eu estava, talvez três pessoas. Perdi a confiança, tive acne severo, estava acima do peso e realmente não pertencia a nenhum grupo social.”

Explicando como ele foi parar na música, a estrela continuou:

“Eu comecei a ter paixão pela música e com sorte fui notado por alguns professores. Foquei nisso e escrevi canções em meu quarto e as coloquei online.”

De qualquer forma, suas composições e habilidades deixou um espaço para bullies.

“Eu era ingênuo e não sabia o que esperar, mas fui imediatamente vitimizado por pessoas das quais eu não conhecia,” James continuou.

“Garotos que eu não conhecia. Garotos que estava jogando futebol. Ir à uma casa noturna mesmo que tivessem dezesseis, mas queriam entrar em brigas e mostrar sua masculinidade – para mim, eu estava num lugar obscuro.”

Ele adicionou:

“É algo que poderia ter mudado minha vida, eu estava perto de deixar meu violão de lado. Eu não sabia o quão ruim isso era – eu não seria porquê eu estava sentindo isso, já que música era minha paixão.”

No caso de James os bullies não venceram e ele se juntou a outros três rapazes, formando a banda The Vamps – que lançou o primeiro single ‘Can We Dance’ em 2013.

A faixa atingiu o número dois nos charts, assim como seu segundo e terceiro single no top três do UK.

 

 

 

 

Deixe seu comentário