AgendaPróximos eventos

17/09 São Paulo – Brasil
20/09 Buenos Aires – Argentina
23/09 Auckland – Nova Zelândia
26/09 Brisbane – Austrália
27/09 Sydney – Austrália
30/09 Melbourne – Austrália
03/10 Perth – Austrália
10/10 Tóquio – Japão
11/10 Tóquio – Japão
13/10 Osaka – Japão
15/10 Taipei – Taiwan
02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul
05.04.14
Categorias: The Vamps

[Exclusivo] The Vamps Brasil entrevista fã Brasileira que conheceu a The Vamps

Por Paula Sales Compartilhe já em:

o The Vamps Brasil entrevistou Aline, 16 anos, Paulista, que conheceu a The Vamps.

Confira com exclusividade:

Olá, Aline! O que você foi fazer na Inglaterra primeiramente?

Sou fã do The Wanted há anos e quando descobri que a Word Of Mouth Tour seria a última antes da pausa da banda, tive de vir vê-los pela uma última vez. É claro que fiquei super feliz ao saber que ainda veria a The Vamps, já que eles estariam fazendo a abertura – e ainda Elyar Fox também foi anunciado depois. Passei 9 horas esperando que algum deles fosse tirar foto com a gente, mas não tive sorte. Fui ao show em Cardiff, pois consegui ingressos bem próximos do palco. Depois, fui para Nottingham tentar a sorte mais uma vez e conheci a The Vamps. Não tinha ingressos para esse show, mas acabei ganhando na hora e os vi ao vivo novamente.

Como você conheceu The Vamps?

No final de agosto do ano passado, eu fui para Birmingham na Inglaterra para um festival chamado ‘Fusion Festival’. Já curtia bastante os meninos, mas acho que virei fã de verdade num momento em especial do show deles (no festival) quando levantei a bandeira do Brasil para representar e o Brad já foi logo comentando, super surpreso e contente “Brasil? você é do Brasil? Uau!” Daí o carinho pelos meninos só cresceu, pois foi aí que eu percebi o quanto eles eram simpáticos e talentosos.

Em 0:20 você pode conferir o Brad falando da minha bandeira (x).

Para conferir o resto da entrevista, clique em ‘continue lendo’.

Como foi o encontro com eles?

Fui a terceira pessoa a chegar na arena às 9h da manhã e a The Vamps chegou com o ônibus deles às 14h, então foram 5 horas de espera (que valeram muito a pena, claro). Posso dizer que os quatro são muito simpáticos e atenderam bastante gente, todos sorridentes. O primeiro a descer do ônibus foi o James – que é uma gracinha de pessoa, super simpático e lindo de morrer. Fiquei tão feliz quando ele encostou na grade, pois eu estava com os dedos ali, então só aproveitei a oportunidade para sentir seus músculos! Hahaha.

Logo em seguida, veio o Tristan – que voltou para o ônibus para colocar um óculos de sol, pois estava bem claro (acho que levei o sol direto do Brasil para Nottingham). Eita menino alto! Ele foi quem mais me surpreendeu, porque foi tão simpático com todo mundo! Senti que ele deu bastante atenção para mim e para as outras duas meninas que, assim como eu, também foram as primeiras a chegar lá. Falei que amava ele e ele logo respondeu com um “I love you too”. Quando vi uma menina passando o celular pela grade (que parece que foi feita exatamente para um iPhone 5, porque passa direitinho), resolvi fazer isso também. Dei meu celular para o Tris e ele já foi logo tirando várias fotos de uma vez. Na primeira, ele estava sorrindo (e que sorriso viu!) e nas outras era tipo a trajetória dele tirando a língua para fora da boca! Foi hilário!

Depois veio o Connor. Ele é bem baixinho, mas tão lindo com sua pseudo-barbinha! O biquinho que ele fez para a minha foto foi uma graça. O Brad veio junto – e a roupa dele era muito engraçada, parecia que ele tinha acabado de acordar e só colocou uma touca na cabeça para esconder o cabelo bagunçado e um óculos de sol como os outros. A calça provavelmente era de pijama mesmo, bem larga e colorida (vermelha e amarela, parecia de um palhaço de circo). Ele também é bem baixinho, mas muito fofo. Falei que era do Brasil enquanto ele tirava uma foto com uma menina e ele virou para mim abrindo a boca de surpresa, para logo vir conversar comigo depois. Pegou meu celular e tirou duas fotos super engraçadas – uma com a língua para fora e a outra fazendo biquinho.

Nos conte mais!

Bom, a primeira coisa que falei é que era brasileira, para chamar a atenção deles (porque já tinha bastante gente naquela hora) e deixá-los felizes. Ficaram surpresos, é claro. Connor e Brad acharam “amazing”, Tristan achou “nice” e o James eu não entendi muito bem, foi algo parecido com “surreal”. Faço questão de mostrar para o grupo, que eles têm fãs no Brasil, pois assim quem sabe eles não colocam nosso país na primeira turnê mundial deles?

Sabemos que o show principal era da The Wanted. Nos conte, haviam muitas fãs da The Vamps lá? qual a reação deles?

Para falar a verdade, observando e conversando com as meninas que estavam lá, senti que elas eram fãs tanto da The Wanted, quanto da The Vamps (e até do Elyar Fox). Tinham várias meninas usando camiseta dos meninos (The Vamps) também. Eles já são muito famosos no Reino Unido. Quando chegaram, a galera toda (provavelmente até quem nem era fã) ficou feliz e fomos logo pedindo para que eles viessem conversar com a gente, sem fazer escândalo.

Você assistiu ao show. O que achou? Como é a The Vamps no palco?

Como eu havia dito, o show em Nottingham foi o terceiro que já fui dos meninos. A primeira vez foi ano passado, no Fusion Festival; e a segunda foi no dia 28 de março em Cardiff. Eles são incríveis, super animados, agitados e talentosos. Conseguem contagiar até quem não é fã. Brad não para quieto no palco e eles conversam bastante com o público, cheios de gracinhas. Um momento muito engraçado no show de Cardiff foi quando o Tristan levantou da bateria para dar um beijo na bochecha do James.
Nos shows, “Last Night” teve um tipo de abertura especial com um super solo do Tristan na bateria que foi a coisa mais linda, esse menino toca demais! “Oh Cecilia (Breaking My Heart)” é sempre a mais especial (tanto que fechava os shows deles) e Brad tentou ensinar a galera a cantar – mas nem precisou, porque todo mundo já sabia. Teve até “Girls On TV”.

Conte-nos algo interessante desse dia (vimos que você falou da cueca do Tristan no twitter)….

Um tempo depois deles cumprimentarem a gente e irem para a arena, o Tristan voltou sem a touca, com o cabelo todo bagunçado e a calça caindo, para pegar uma mala que estava dentro do ônibus. As meninas ficavam fazendo graça com ele e ele era só risos. Comentei com uma menina sobre a cueca dele dos Estados Unidos e ela gritou “Cueca bonita, hein?” e o Tris ficou todo envergonhado e, mesmo com a mala na mão, tentou levantar a calça e abaixar a blusa. Foi hilário!

Depois disso, o Tristan voltou para a arena. Após a passagem de som, ele foi para o ônibus novamente, entrou lá dentro, e ficou um tempinho. Quando voltou para a arena novamente, chegou o Connor – que entrou no ônibus também e ficou uns dez minutos. Eu já estava preocupada, achando que tinha acontecido alguma coisa entre eles. Logo após o Connor voltar para a arena, veio o Brad (todo arrumadinho) – e esse ficou uma meia hora dentro do ônibus. Ele voltou para a arena e veio o James, falando que eles estavam filmando alguma coisa. Ainda não sei ao certo o que é, mas acredito que eles tenham feito um depoimento para o DVD. Filmaram também quem estava esperando por eles, então quem sabe eu não apareço?

Um grande obrigada à Aline, que nos concedeu essa entrevista maravilhosa e nos representou tão bem.
Quem quiser falar com ela, segue o twitter (@DearLineeh)