AgendaPróximos eventos

17/09 São Paulo – Brasil
20/09 Buenos Aires – Argentina
23/09 Auckland – Nova Zelândia
26/09 Brisbane – Austrália
27/09 Sydney – Austrália
30/09 Melbourne – Austrália
03/10 Perth – Austrália
10/10 Tóquio – Japão
11/10 Tóquio – Japão
13/10 Osaka – Japão
15/10 Taipei – Taiwan
02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul
05.06.14
Categorias: Entrevista; The Vamps

Daily Telegraph entrevista The Vamps

Por Paula Sales Compartilhe já em:

O quarteto do Reino Unido — Connor Ball, Tristan Evans, James Mcvey, Brad Simpson — insistem em trazer algo diferente aos charts como uma “guitar band”.

“Somos uma banda de garotos mas não somos um grupo de vocais como uma boyband”, disse o cantor Brad Simpson.

“Tocamos guitarra por dez anos e todos tocamos piano e escrevemos todas as nossas músicas, então não, nós não somos uma boy band.”

O grupo voou do Japão para Sydney esta semana para promover sua música. Estão longe de suas casas.

“É muito surreal,” disse Simpson, 18, que ainda mora com seus pais.

“Nós definitivamente estamos aproveitando. É insano. Essas semanas nós temos visto muito do mundo.”

O novo single da banda, “Somebody To You”, tem apoio vocal da cantora Americana Demi Lovato.

Seu álbum de estreia — Meet The Vamps — debutou como número dois no Reino Unido e três na Austrália.

O single “Can We Dance” está em 17º e a gravadora EMI foi bombardeada com mais de 50,000 pedidos no facebook para trazê-los para cá [Austrália].

“Nós queremos muito voltar e tocar em um show próprio,” Brad disse.

Falando sobre sua casa, ele disse: “Sou muito sortudo, minha mãe me mima quando vou para casa. Eu apenas sento da banheiro por quatro dias. Minha mãe faz a melhor comida, basicamente ela me traz o melhor até que eu vá para a estrada novamente.”