AgendaPróximos eventos

02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul
08.04.14
Categorias: Connor; Entrevista; The Vamps

Connor concede entrevista a Daniel Falconer

Por Paula Sales Compartilhe já em:

Ser capturado o tempo inteiro deve ser algo estranho e difícil de lidar, mas como membro da The Vamps, Connor simplesmente desfruta de seu tempo e espera que o sucesso da banda continue.
Tivemos a chance de conversar com o baixista sobre o álbum de estreia do grupo, que está para ser lançado no final deste mês.

E: Seu novo single “Last Night” será lançado na próxima semana e seu álbum de estreia, ‘Meet The Vamps’ segue uma semana mais tarde, o que você acha sobre tudo isso?
C: Acho que para o single não estamos tão preocupados, já fizemos isso duas vezes antes, mas para o álbum – não temos a menor ideia – Eu estou um pouco nervoso. Não sabemos o que acontecerá, mas nós estamos animados, muito animados.

E: O que os fãs devem esperar o CD?
C: Bem, acho que ‘Wild Heart’ é uma boa representação do nosso DNA e o que The Vamps é sobre, mas nós também temos algumas baladas, algumas músicas realmente otimistas e mais despojadas. É uma variedade, cara.

E: Como você se sente tendo uma fã-base tão leal?
C: É ótimo, cara. É bom quando as mesmas pessoas vem nos ver. É estranho, por que você meio que sabe os nomes deles…

E: Recentemente vocês entraram em turnê com a The Wanted, como foi essa experiência?
C: Foi ótimo. Eu tive um dia de folga ontem (02) depois da turnê e logo após voltamos ao trabalho. Mas, foi ótimo. Nós tocamos em alguns lugares legais e Elyar Fox também foi um dos atos de abertura, então, muito bom, cara. Muito divertido.

E: Vocês terão sua própria turnê no Outuno, o que os fãs podem esperar?
C: Um show quente e suado! Nós gostamos de pular e dançar – bem, não sabemos dançar mas nós tentamos com nossas guitarras.

E: Quando você não está no palco, você gosta de estar na estrada?
C: Sim! Acabamos de comprar um ônibus de turnê pela primeira vez e temos de dormir, foi uma experiência muito boa. Nós escrevemos e outras coisas no ônibus, foi ótimo.

E: Que momentos da sua carreira você diria que foram seus favoritos?
C: Eu acho que tocar em Nova York, num show próprio. Realizar o primeiro single “Can We Dance” também. Nós realmente estamos felizes com o sucesso que tivemos de “Can We Dance”. E, tocar na Arena Wembley. Foi incrível.

E: Quando você começou, achava que estaria onde está hoje?
C: Não mesmo! Nós começamos no youtube, fazendo covers. Os outros começaram e então eu me juntei á eles. Nós não esperávamos nada do que estamos tendo, mas estamos muito honrados e queremos manter isso.

E: Os fãs devem esperar muitas surpresas nos meses que vem?
C: Possivelmente! Espero que eles gostem do álbum e então nós iremos lançar mais coisas, nós temos muito planejado.

E: O que você gosta de fazer no seu tempo livre?
C: Eu estava em casa ontem, fui ao Nando’s com meus amigos. Eu gosto de jogar futebol, ou paintball. Eu gosto de me manter ativo mas ao mesmo tempo gosto de relaxar.

E: Como você consegue balancear sua vida profissional com a pessoal?
C: Eu acho que, no momento, não é tão difícil. Ainda tenho minha vida pessoal privada, então é ótimo. Nós apenas somos nós mesmos quando estamos em casa de modo que não somos uma banda [nesse momento], você entende o que quero dizer?

O álbum da The Vamps sairá no dia 14 de Abril.