AgendaPróximos eventos

17/09 São Paulo – Brasil
20/09 Buenos Aires – Argentina
23/09 Auckland – Nova Zelândia
26/09 Brisbane – Austrália
27/09 Sydney – Austrália
30/09 Melbourne – Austrália
03/10 Perth – Austrália
10/10 Tóquio – Japão
11/10 Tóquio – Japão
13/10 Osaka – Japão
15/10 Taipei – Taiwan
02/02 Cape Town – África do Sul
03/02 Johannesburg – África do Sul
28.09.13
Categorias: The Vamps

Digital Spy entrevista The Vamps

Por Paula Sales Compartilhe já em:

The Vamps, foi formado em 2012 e assinado em pouco tempo com a gravadora Mercury Records.
Eles já viajaram o Reino Unido com os artistas pops mais finos, incluindo Mcfly, The Wanted, Little Mix, JLS e recentemente Selena Gomez.
A Digital Spy foi atrás do quarteto – composto por Bradley Simpson, James Mcvey, Connor Ball e Tristan Evans – para falar sobre seu single de estréia, os covers poulares do youtube e o ônibus de turnê impressionante de Selena.

O que vocês estão achando da vida como artistas pop?

James: “É incrível. A viagem é terrível, mas todo o resto é maravilhoso. Nós temos um ônibus muito pequeno, sem ar condicionado, então é muito quente.”

Então não é tão glamuroso como as suas expectativas da infância?

Bradley: Bem, se você for no ônibus de turnê da Selena Gomez o dela sim, é glamuroso. Há uma cama de casal na parte de trás e uma banheira! Você tem que trabalha duro para ter isso”.

Tristan: “Eu não consigo imaginar o ônibus se movendo, e eu tomando um banho de banheira. A água iria para todos os lados”.

Clique em continue lendo, para ler a matéria na íntegra.

Selena é amável assim como imaginamos que seja?

Bradley: “Ela é uma garota muito legal”.

James: “Eu estava nervoso em encontrá-la. É como ir á sala do diretor”.

Bradley: “Quando nós entramos, ela foi amável. Ela é bastante tranquila”.

Como foi o show no final das contas?

Bradley: Foi incrível. Era um público mais jovem do que o habitual. Não que tenhamos um público velho! Foi muito divertido por que nunca tínhamos tocado para a platéia dela antes – Nunca nem fizemos cover dela. As pessoas pulavam, então foi ótimo.

Parabéns pelo novo single “Can We Dance”. Já possui duas milhões de visualizações no youtube, o que é ótimo!

James: “Isso é louco – Eu achei que tívessemos 1,2.”

Bradley: “Nós somos sortudos em estarmos tocando na TV e Rádio.”

Tristan: “Nós não tivemos muito ódio, o que é interessante. Nós achamos que algumas pessoas diriam ‘O que eles estão fazendo?'”

Bradley: “Nós tivemos muito apoio de pessoas que nos conheceram por “Can We Dance” e não pelos covers no youtube. Nós queremos ser conhecidos pela nossa própria música”.

James: “Provavelmente eles vão nos odiar a partir do segundo single!”

O Ep de “Can We Dance” foi direto para o topo dos Charts no Itunes, apenas em pré-venda, vocês devem estar se sentindo confiantes?

Bradley: “Continuamos nervosos.  Veremos como será. É tudo sobre a  intensidade dos fãs desde o primeiro dia, então ser número um é incrível.”

Como a música surgiu e por que vocês decidiram que ela fosse o primeiro single?

Bradley: “Acho que gostamos do fato da música ser ousada.”

James: “Foi um pouco diferente do que certos grupos estão fazendo”.

Claro que sendo jovens em uma banda pop rock, vocês serão comparados ao Mcfly. Vocês abriram shows deles no passado,  eles já deram algum conselho?

James: “Mcfly é uma banda que gostamos de ser comparados, mais do que outras, simplesmente pelo fato do gosto musical. Eles tem ótimas composições e são muito animados no palco, o que é algo que tentamos reproduzir em nossas performances. Eu acho que eles são ótimos”.

Vocês já trabalharam com eles em alguma música?

James: “Nós escrevemos com eles na casa do Tom. E na casa do Danny. Foi muito divertido, nós adoraríamos fazer isso novamente.”

Lawson também apareceu em um dos seus vídeos no YouTube, o que foi legal da parte deles.

James: “Sim, nos damos muito bem com eles. É estranho por que eu era um grande fã da Lawson antes de fazer shows. É muito estranho ser amigo de uma banda que eu escutava bastante. Eles têm nos apoiado demais. São como irmãos e nos dão muitos conselhos, por que eles fizeram o que nós tentamos fazer agora. Musicalmente, eles influenciaram algumas de nossas composições”.

Eles fizeram alguns shows pela América recentemente, isso é algo que vocês esperam fazer?

Bradley: Absolutamente. É ótimo ver uma banda Britânica de rock ir para lá. Nos dá esperança. Uma coisa ótima sobre o Youtube é que de um dia pro outro você se torna internacional. Apenas 20% das nossas visualizações são do Reino Unido, 20% da América e temos visualizações da França e toda Europa.

Se vocês pudessem colaborar com qualquer artista do qual fizeram cover, qual seria?

Bradley: “Bom, eu já sei o do James! Taylor Swift.”

Tristan: “Para mim, seria Miley Cyrus”.

Você usaria o dedo de espuma?

Tristan: “Sim, e eu faria um pouco de twerk também.”

A maioria dos novos artistas vieram de shows como The X Factor. Vocês consideraram esse caminho?

Bradley: “Desde cedo, sempre soubemos que queríamos escrever nossas próprias músicas, tocar instrumentos e fazer shows. Então eu não acho que nunca pensamos em fazer isso. Nós apenas achamos que o Youtube era um caminho natural para nós, por que sempre fizemos covers antes, individualmente, e felizmente funcionamos como uma banda.”

O single será lançado ainda este mês, mas o álbum não até 2014. O que vocês tem planejado?

James: “Terá um novo single. Nós gostaríamos de fazer outra turnê de apoio para promover nossa música, de modo que nossa base de fãs aumente.

Existe algum artista em particular, no qual vocês gostariam de apoiar?

James: “Taylor Swift, por muitas razões!”

Bradley: Eu sei que eles não trabalhariam conosco, mas Arctic Monkeys têm sido uma grande influência para mim”.

Fonte: DigitalSpy

Tradução e Adaptação: The Vamps BR